05 janeiro 2018

"COMO NUNCA MAIS" -Resenha

Olá amadinhos! Tudo bem com vocês? Desejo que sim, então meus amores 2018 chegou e eu estou cheia de metas para ele, muitas novidades, mas não vamos falar disso agora, o que eu estou louca para falar com vocês é  sobre um conto que simplesmente me tirou o ar, o chão e abalou as minhas estruturas. "COMO NUNCA MAIS" ele faz parte de uma coleção de contos  "COLEÇÃO CONTOS A PRIMEIRA VISTA "  da escritora Nana Simons. Eu recebi ele em primeira mão da escritora e corri aqui para contar a vocês como foi essa leitura para mim, ele ainda não foi lançado, e não tem data exata de lançamento, porém já tem mês de lançamento que é Janeiro(sim, essa belezinha sairá ainda esse mês) e assim que sair eu corro aqui para contar a vocês.


Livro: COMO NUNCA MAIS-COLEÇÃO CONTOS A PRIMEIRA VISTA 
Escritora: Nana Simons
Gênero: Conto
Sinopse: "O sonho de toda mulher, senão de todas, mas a maioria, é aos 35 anos, já estar casada, com filhos e ter pelo menos um animal de estimação... Só que não. Não para Shayane Vieira. Na verdade, ela um dia, num passado distante, sonhou com tudo isso, mas aos 37 anos sabe que não há nenhuma possibilidade de se realizar mais. 
A vida, o destino ou Deus, foi cruel com ela desde a juventude. Sozinha na vida lutou com todas as garras para se realizar como profissional e depois, pensava em se realizar como mulher e sonhar sonhos de amor. Mas não teve essa chance. Aos 30 anos, tinha seu próprio negócio, um noivo aparentemente amoroso e tudo ia bem. Ou ela pensava que ia. Foi no aniversário de 32 anos que recebeu o diagnóstico. 
Agora, contando o tempo para que sua vazia e amarga vida acabasse, passou a viver como já previa a história: Sozinha, porém sem um gato e sem esperanças. 
Quando o médico lhe dá apenas mais seis meses de vida. Desesperada e com medo de passar seus últimos dias daquele jeito e se ver terminando sem um pingo de alegria, não vê outra solução a não ser, correr atrás de tudo o que deixou de lado. Mas como encontrar o amor de sua vida em questão de meses? 
Fácil. Contratar alguém, queria ser amada e passaria seus últimos dias vivendo um grande amor. Nada que o dinheiro que tanto lutou para conquistar não comprasse."
Que essa curta história possa abrir mentes, e mostrar que nem sempre valores são aquilo que pensamos. Que a felicidade está nas coisas simples e que para todo fim, há um novo começo. 
Espere o inesperado.

Obs: Foto acima apenas para ilustração.  A capa  será um segredinho que só irei mostrar para vocês quando o conto for oficialmente lançado. Enquanto isso irei deixar vocês morrendo de curiosidade e é até bom assim —ha ha sou má? Talvez, quem sabe?—E se serve de console, nem eu vi a capa.

Agora vamos ao que interessa!                   
   ***

Intensidade essa é a palavra que descreve essa leitura, uma intensidade sem igual, algo tão lindo e puro de ser ler, a sensibilidade de cada cena, a profundidade de cada palavra. Um amor tão verdadeiro que enche o coração de paz, de alegria, faz nascer a vontade de amar, sem se importar com mais nada, foi essa a sensação que sentir ao finalizar essa leitura. Uma poesia em forma de amor, a conexão, a paixão, estou hipnotizada por personagens tão intensos e tão cheios de vida, tão fortes e corajosos, tão sensíveis, tão maduros, essa obra é feita de taos.

Além de uma narrativa bem construída a obra também trás  uma variedade de emoções, Uma das coisas que mais amo na escritora Nana, é que ela consegue passar sensibilidade em sua narrativa e escrita, ela mostra o lado da verdade de uma maneira tão delicada e tão fascinante, cada capitulo foi mais real que o outro, eu me vi ali literalmente presenciando tudo em minha frente, vi como um instante pode mudar tudo na vida de uma pessoa, vi a  virada do destino, vi a vida mostrando que muitas vezes não precisamos de explicação para aquilo. 


Só precisamos nós permitir sentir, ser livres, e viver, como se não houvesse o amanhã, como se o minuto seguinte fosse incerto e ele realmente é, que nossos sonhos não são caprichos e sim algo que devemos agarrar e a cada dia fazer com que se torne mais realidade. Esse conto me fez repensar certos aspectos da vida, e isso é o que o torna tão extraordinário, a lição de vida que ele trás, a maneira de como ele me fez questionar a importância de certas coisas da vida. 


Agora mesmo estou me questionando se estou vivendo a vida da maneira certa? Será estou aproveitando? E isso que precisamos em nossas vidas, leituras que nós modifiquem, que nós ensine, que nós testes e que nós faça crescer como seres humanos, e isso esse conto tem de sobra.


Ele é um verdadeiro "tapa na cara", um verdadeiro "acorda para a sua vida", meu coração se aqueceu a cada pagina virada, a cada paragrafo lido eu me emocionei de varias maneiras possíveis. Uma conexão arrebatadora entre os protagonistas, a cumplicidade, o companheirismo, a amizade e um sentimento tão lindo, uma entrega não somente física mas de alma, destinados a serem o que são. E algo tão forte que chega a ser  assustador,a forma com se conectaram e viram que aquilo era real, que "sim" coisas assim pode te mudar por toda um vida.


O final foi simplesmente inesperado, dificil, porém magnifico, autentico, me sentir completamente envolvida por uma obra que fala sobre  laços de amor, de bondade e doação, sim doação e entrega para o destino traçado pela vida. Eu já não tenho mais palavras para descrever as sensações sentidas, de como meu coração terminou em frangalhos, de como eu chorei feito um bebé, pois esse conto simplesmente mexeu com minhas estruturas, onde minha razão e emoção se tornaram uma só, e tão dificil de explicar o poder desse conto.


Lembro de quando eu terminei a leitura eu pensei comigo mesma "é esse tipo de sentimento que desejo encontrar na vida", lembro que eu suspirei e chorei—muito diga-se de passagem rs— sentir meu peito se aquecer, pois sabia— e sei— que essa leitura jamais será esquecida por mim, e quando eu começar a desacreditar no destino, lembrarei desses personagens e dessa escritora, lembrarei o porque eu não deva descrer, porque o destino nunca erra, ele sempre tem um proposito maior. 


Agradeço a escritora Nana por me presentear com uma leitura tão encatandora, fascinante e arrebatadora.






Um comentário: